quarta-feira, 2 de março de 2011

Generosidade


Sempre que falamos em generosidade, pensamos em doação de bens materiais. Essa é a forma mais comum de generosidade que conhecemos. Mas, generosidade é só isso?
Na minha opinião, a generosidade verdadeira está na alma e nas atitudes. Ser generoso, não é apenas doar, mas se doar.
A generosidade está no ato de olhar com carinho para alguém, exatamente naquele momento em que essa pessoa se sente só. A generosidade está no ato de abraçar alguém quando todos se afastam.
Generosidade, é visitar aquele amigo no hospital mesmo sabendo que odiamos aquele lugar, afinal, nunca ouvimos alguém dizer "- Nooossa! Como eu adoro vir ao hospital!". Isso não existe, mas os generosos estão lá. Existem também aqueles que dizem não se sentir bem perto de um doente, mas que se esquecem que naquele momento alguém precisa apenas da sua presença, da sua atenção. O generoso se preocupa em dar atenção ao outro. O egoísta pensa em si.
Generosidade é parar um pouco e doar seu precioso tempo e ouvir as queixas e até mesmo o sucesso do outro. Muitas vezes alguém está morrendo de vontade de dividir o que viveu naquele dia conosco, e não damos atenção. Esquecemos que o que é uma besteirinha para nós, para o outro é algo fantástico. O que para nós é algo fácil de resolver, para o outro pode ser um problema imenso. Ouvir é generosidade.
Generosidade é saber o momento de falar, e principalmente o momento de calar. O generoso se cala, pois sabe que palavras machucam. Falar verdades apenas pelo prazer de mostrar sua razão beneficia a quem? Tecer comentários sobre a vida do outro se vangloriando de seu próprio sucesso, mostrar erros, apontar defeitos... Quanta falta de generosidade!
O mesmo acontece com aquele que cobra falhas tão pequenas. Será que é mesmo necessário apontar as pequenas falhas do outro? Não seria mais generoso calar, e colocar os acertos na balança? Será que é mesmo necessário fazer com que o outro se sinta culpado ou envergonhado por algo que poderíamos ter calado?
O generoso cala as verdades, as opiniões desnecessárias, as cobranças, e até as coisas que não pode mudar. O generoso não julga. O generoso, antes de tudo, é um sábio!
Enfim, generosidade é fazer companhia, é abraçar com vontade, é doar um pouco do seu precioso tempo para alguém. Ser generoso é sorrir com ternura, exatamente naquele momento em que temos vontade de chorar com alguém. Generosidade é saber calar nossas opiniões e saber que nem todas as verdades precisam ser ditas, porque elas muitas vezes magoam.

4 comentários:

  1. Adorei seu blog, nao vou pintar as unhas de vermelho, mas devo visitar sempre pra ver as novidades xD

    ResponderExcluir
  2. Oi, Felipe!
    Espero mesmo, que não pinte as unhas de cor nenhuma. Se bem que o carnaval está chegando. Vai que você resolve se fantasiar de dondoca...kkkkkk

    Apareça sempre! Vou amar as suas visitas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Susy
    belissimo texto inspirado!
    ser generoso é um dom que infelizmente muito não tem...
    beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Ju!
    Creio que as pessoas vêem generosidade de formas diversas. Algumas acham que é doar bens materiais, já outras, como eu, enxergam generesidade nas atitudes com os que nos cercam.
    O certo é que bem poucos se preocupam com o próximo e seus sentimentos.
    bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...